Categorias
COVID19's_writing Poesias

Nostalgia

Malungo, que saudade loka daquelas aulas e bate-papos deliciosamente sensuais em quem a gente joga um jogo de dentro com os/as presentes ao falar e ser falado em sincronia com os seus movimentos e expressões corporais, olhares, críticas, dúvidas, complementos, interrupções e outras rasteirinhas dialógicas e dialéticas que nos deslocam para além de nós mesmos! .Desejo […]

Categorias
Poesias

Borrões

Sim, sou poeteiro! Eis aqui o resultado de algumas masturbações mentais:

Categorias
Poesias

Consciência humana

Meu amigo, eu preciso lhe falar É que ta entalado Talvez você num me entenda Mas eu vou ter que falar Eu fui arrancado da minha mãe Do meu pai, da minha terra – E você não falou nada Fui estupradA, escravizado, morri aos milhões Por tortura, maus tratos ou na linha de frente das […]

Categorias
Poesias

Like-me

Estou a venda!!!!!!!!!!!!! Compre-me! Ou melhor, “like” a minha imagem cuidadosamente projetada para essa vitrine. Tenho as melhores medidas, o visú + original, o discurso melhor elaborado Medidas: PADRÕES. Altura: IDEAL Gostos: qualquer coisa que te impressione, já que não tenho identidade própria. Serei a companhia mais agradável, afável, amável… o mais inteligente e rebelde […]

Categorias
Poesias

Leila

Seu corpo molhado no meu pal mo a pal mo, apalpo, olfato tato a perna bambeia e o peito fica farto laços… de corpos sedentos eu quero vc! Sussurra meu nome me chama de De… Só se for D se fô D me denga me prenda, me renda eu pago pra ver Minha língua sedenta […]

Categorias
Poesias

Tantos “tantos”

são tantas vezes que a dor bate forte e vida parece perecer frente a angustia que a tempestade arrasta até mesmo as árvores de raízes mais profundas deixando apenas lama e escombros sob o lindo céu azul são tantos os momentos em que a estiagem seca o solo onde caminha a alma que se parece […]

Categorias
Poesias

VIOLÊNCIA AUTO INFLIGIDA EM 3 ATOS

Prelúdio em dó maior  Houve um dia, a poesia, de tão narcisista e vazia decidiu que agrediria, a esmo… a quem vesse primeiro no entanto, impossibilitada de notar outrem qualquer além de si violentou-se em frente ao espelho O que se ouviu nos arredores, então, foram as seguintes palavras: 1º ato Esta noite eu queria […]

Categorias
Poesias

Poeteiro

A poesia é uma luta injusta
De cinco elementos batendo em um
Repetidamente
Manuseando de um jeito tal

Categorias
Poesias

Kitembo

O Tempo é o deus, desculpe! As vezes penso O tempo intenso, no silencio, denso, O tempo tal em que ao mesmo tempo Mata… e faz a vida germinar. O Tempo é o deus que antes de convento Antes de deus e outras que invento Antes da luz, se pá até do vento Já tava lá, […]

Categorias
Poesias

Dizê o Q?

Mas vo Dizê o que se já foi tudo dito? Foi tudo visto, tudo listo, quisto… E eu de tanto que querer ja tive Hoje nem sei mais o que querer querer sonhar as vezes é difícil É Tanto olho que molhou no cisco Que eu já nem disfarço as águas Que borram a letra […]

Categorias
Poesias

Mesquita Jesuíta

Ow, Meu Bom! firmeza? Lamento dizê, mano, mas… não trago boas novas! A verdade precisa ser dita, por mais constrangedora que for, por mais que a sua revelação seja politicamente inconveniente, um tiro no pé já estraçalhado por tanta bomba! Faz-se necessário reconhecer: NÃO EXISTE POSSIBILIDADE DE RETORNO!!! Não adianta! desculpa! Mas é isso mesmo […]

Categorias
Poesias

Dia de maldade

Era domingo o mais velho fora visitar a vó o bebezinho dormia… e o olhar denunciava: “hoje é dia de maldade”… O que se seguiu foi o ranger da cama a mão naquilo e aquilo na mão aquilo naquilo e a mão, na mão suspiros contrações uivos.. E o bebê acorda!! Interrompe-se a cena… coloca-se […]

Categorias
Poesias

Pós-verdade

Então, tá!!! A partir de agora será assim: a verdade será decretada pelo argumento mais enlouquece, pela quantidade de likes que fomentar ou por contingentes consensos politicamente convenientes; provas estão dispensadas… em alguns casos, o nome de uma coisa será suficiente para defini-la: declaro, portanto, que a palavra “planeta” vem de “plano”, e que portanto, […]

Categorias
Poesias

facetruque

Oh deuses do algoritimo… Exploda (pelo menos de vez em quando) a bolha da militância ultra-descontruída-mais-que-revolucionária-problematizadora-portadora-da-única-verdade-que-merece-likes-das-novas-visões-pós-contemporâneas-dos-últimos-dias; Dai me sabedoria, paciência e tarefas práticas concretas para eu não ter tempo para postar um textao resolutor final de todas as contradições humanas a partir das minhas próprias frustraçoes pessoais mal resolvidas; Livrai-me do desprazer de ver a […]

Categorias
Poesias

ESQUERDOPATA X DIREITOPATO

PRIMEIRO A GENTE TIRA A DILMA, depois… – observa caladinho cortarem os recursos para Educação e a Saúde; – não da um pio a respeito da corrupção (de outros Partidos) – aceita perder direitos e “PAGAR O PATO” (congelamento de salários, ameaça ao direito às férias, aposentadoria, 13o, etc), pq afinal, esse papo de “direitos” […]

Categorias
Poesias

PROFECIAS PÓS-CONTEMPORÂNEAS

OPRIMIDOS(AS)(x)(@)(..)(” “)(?) do mundo: FRAGMENTAI-VOS!!! Até o ponto exato em que Tu, estranho à própria imagem refletida no espelho, não se veja mais Um, apenas cacos fluidamente fragmentados pela contingência desconexa de uma lógica essencialmente anti-essencial: Sem dor, conflitos e oposições… REPUDIAI a toda Identidade que lhe anula a Diferença, até que você – Medida […]