Dia de maldade

Era domingo
o filho mais velho fora visitar a vó
e o bebezinho dormindo…
o olhar denunciava:
“hoje é dia de maldade” 😈…
E o que se seguiu foi o ranger da cama
a mão naquilo e aquilo na mão
aquilo naquilo e a mão na mão
supiros, contrações, uivos..
E o bebe acorda!!

Paramos tudo…
O colacamos pra ninar
ele dorme
a dança recomeça… frenética, com pressa, com sede…
Enchentes de desejos sob o corpo rígido…
carícias
suor
umhé…
Ele acorda novamente…

será um complô? B
rincamos com ele, troco a frauda, ela da peito..
eu pronuncio músicas de ninar enquanto penso em Funk
Ele dorme novamente..

O ritual recomeça..
já tava tudo no gatilho..
numa hora dessas: preeliminar é o caralho (devorado por lábios salivantes)…
ajeita o corpo gostoso pra sentir tudo…
a cama faz barulho!
Ele acorda mais uma vez (sorrindo da nossa cara ou pra gente… ou os dois)
Desistimos sorrindo…
próxima semana, mês? quem sabe?
num da nem pra ficar bravo com aquela carinha de Erê

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *